Véspera da Super Quarta e prévia do PIB movimentam os mercados

Véspera da Super Quarta e prévia do PIB movimentam os mercados

Nos EUA, os futuros operam em leve altas, à espera da decisão da política monetária do Fed (Federal Reserve). Grande parte do mercado aguarda a manutenção da taxa de juros. No entanto, uma mensagem dos dirigentes após a decisão será acompanhada de perto para mostrar quais serão os próximos passos. Provavelmente, o discurso trará novamente a atenção dos dirigentes quanto ao cenário inflacionário e às atenções aos próximos indicadores, deixando em aberto a possibilidade de um ajuste adicional este ano. Na agenda econômica, saiu o índice de confiança das construtoras, que caiu de 50 para 45 pontos, também ficando abaixo das projeções do mercado que era de 49 para setembro de 2023. Hoje, teremos a divulgação das encomendas à indústria e novas construções, ambos referentes a agosto, às 9h30.

Na Europa, as bolsas operam com ganhos. Os investidores estão à espera da reunião de política monetária dos EUA e repercutem os dados de inflação ao consumidor da Zona do Euro de agosto. Na Europa, Reino Unido, Suíça e Noruega anunciaram suas taxas na quinta-feira (21). Os investidores também estão digerindo os números finais de IPC (Inflação ao Consumidor) da Zona do Euro. Segundo a revisão do Eurostat, a taxa anual do IPC do bloco desacelerou levemente em agosto, para 5,2%, de 5,3% em julho. Na estimativa inicial de agosto havia estabilidade da taxa, em 5,3%.

Na Ásia, as bolsas fecharam em baixa, e investidores mantêm cautela antes da decisão de juros do Fed. Na volta de um feriado, o índice japonês Nikkei caiu 0,87% em Tóquio hoje, enquanto o sul-coreano Kospi recuou 0,60%, e o Taiex registrou perda de 0,37% em Taiwan. Na China continental, o Xangai Composto teve uma baixa marginal de 0,03%, e o Shenzhen Composto recuperou 0,88%. A exceção ficou com o Hang Seng, que avançou 0,37% em Hong Kong, sustentado por ações ligadas às commodities. Investidores na Ásia e em outras partes do mundo estão em compasso de espera antes da reunião de política monetária do Fed, que começa hoje e será concluída amanhã (20). Outras decisões de juros estão previstas para esta semana. A China revisa suas taxas no fim da noite de hoje.

No mercado de commodities, os preços do petróleo operam em alta. Eles caminham para uma quarta alta consecutiva, com o petróleo tipo Brent operando acima dos US$ 95 o barril. A subida no preço do petróleo reflete a quebra na produção de xisto nos EUA, estimulando novas preocupações sobre um déficit de oferta resultante de cortes prolongados de produção por parte da Arábia Saudita e da Rússia. Enquanto isso, as cotações de minério de ferro na China fecharam com baixa, devido às preocupações crescentes com o setor imobiliário chinês.

Embraer vende AllowMe para Serasa Experian. A desenvolvedora de software da subsidiária Tempest foi negociada por R$ 45 milhões. Segundo a Embraer (EMBR3), a AllowMe já prestava serviço para a Serasa, por meio de um software antifraude.

Vibra pagará R$ 478 milhões em juros sobre o capital próprio. O valor por ação será de R$ 0,42 e pode sofrer desconto de imposto de renda. O pagamento será efetuado até o dia 30 de junho de 2024, sem atualização ou correção monetária, com base na posição acionária do dia 21 de setembro 2023. As ações de emissão da companhia (VBBR3) passarão a ser negociadas ex-juros sobre capital próprio a partir de 22 de setembro.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *