vendas líquidas ultrapassam R$ 787 milhões no 4T23, segundo prévia

As vendas líquidas da Alea foram de R$ 55,4 milhões no 4T23, com VSO líquida de 18,4%, redução de 13,2 p.p em relação ao quarto trimestre de 2022.

Ainda em relação a Alea, o VGV no seu banco de terrenos foi de R$ 3,1 bilhões, aumento de 144,1% comparado ao mesmo período do ano anterior, o que representa um total de 15,9% do VGV consolidado.

Tenda (TEND3): recuperação de rentabilidade está mais lenta do que esperado, diz BTG

Em relatório divulgado no início da semana passada, analistas do BTG Pactual (BPAC11) repercutiram as projeções da Tenda e Alea, divisão de casas pré-fabricadas da companhia, pontuando que a recuperação da rentabilidade da empresa está em curso, embora de uma forma mais lenta do que o esperado.

“Estávamos muito otimistas quanto à recuperação da rentabilidade da Tenda para 2024 (principalmente Alea). No entanto, nos baseamos na previsão otimista para 2025 – por isso mantemos nossa postura positiva em relação às ações da Tenda e reiteramos nossa classificação de compra”, pontuaram os analistas Gustavo Cambaúva e Elvis Credêndio. O BTG tem preço-alvo para as ações a R$ 20,00.

Para a Tenda, segundo comunicado divulgado na segunda (8), a previsão de vendas líquidas fica entre R$ 3,2 bilhões e R$ 3,5 bilhões. Para a Alea, a estimativa é de R$ 400 milhões a R$ 500 milhões. No caso da margem bruta ajustada, a projeção prevê entre 29% e 31% para a companhia, enquanto para a Alea, divisão de casas pré-fabricadas da Tenda, a expectativa fica entre 9% e 11%.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *