Se dívidas de R. Gaúcho fossem no cartão, ele deveria R$ 46 mi

Se dívidas de R. Gaúcho fossem no cartão, ele deveria R$ 46 mi

No empréstimo consignado, a dívida passaria para R$ 10,4 milhões. Se Ronaldinho Gaúcho tivesse feito um empréstimo consignado, aquele com desconto em folha de pagamento, a dívida aumentaria 28,79%, e esse seria o valor considerando a data de produção da reportagem, dezembro de 2023.

A opção pelo empréstimo pessoal — sem desconto em folha de pagamento — tem juros ainda mais elevados, de 142,25%. Portanto, conforme os cálculos feitos por Leide, o ex-jogador teria dívida de R$ 19,62 milhões.

Caso os R$ 8 milhões fossem devidos no cartão de crédito, a situação seria pior. Com o juros do rotativo em 469,44% por ano, Ronaldinho Gaúcho estaria devendo R$ 46,12 milhões.

Histórico

É importante ressaltar que o valor de R$ 8 milhões foi baseado em um arredondamento da dívida confirmada pela prefeitura de Porto Alegre (RS) com a decisão da Justiça Federal do Rio de Janeiro. Mas há outros processos. Em 2022, uma reportagem do UOL Esporte apontou que 85 processos judiciais estavam vinculados ao ex-jogador. Não foi possível confirmar o andamento de todos os processos, especialmente daqueles em que a decisão foi por pagamento de indenização ou cobrança de dívidas.

Também está envolvido na CPI das Pirâmides Financeiras. A CPI pediu quebra de sigilo bancário e o indiciamento do ex-jogador e do irmão, Assis, por suposto esquema de pirâmide financeira na empresa 18k Ronaldinho, que prometia até 400% de lucro mensal por investimento em criptomoedas. Em depoimento à CPI, ele negou envolvimento e disse que teve o nome usado indevidamente.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *