Primeira emissão de títulos públicos sustentáveis levanta US$2 bi

Primeira emissão de títulos públicos sustentáveis levanta US$2 bi

De acordo com o Tesouro, o spread da operação — diferença entre a taxa paga pelo Brasil em relação ao título público norte-americano de referência — ficou em 1,82 ponto percentual, patamar mais baixo em quase uma década.

O órgão afirmou em nota que a demanda pelos papéis “superou largamente” o volume emitido, com um livro de ordens próximo a 6 bilhões de dólares.

“A alocação final contou com expressiva participação investidores não residentes, sendo cerca de 75% oriundos da Europa e da América do Norte, com a América Latina, incluindo o Brasil, respondendo por 25%”, disse.

A pasta afirmou que o governo se compromete a direcionar montante equivalente aos recursos captados em ações que impulsionem a sustentabilidade, ressaltando que o lançamento também é uma relevante referência para o setor corporativo.

De acordo com o Tesouro, a alocação desses recursos deve respeitar proporção de 50% a 60% para despesas relacionadas ao tema ambiental, com desembolso de 40% a 50% para a questão social.

“A emissão representa um novo marco na gestão da Dívida Pública Federal ao reafirmar o compromisso da República com políticas sustentáveis”, disse.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *