Por que o Ethereum “Só” Subiu 70% em 2023?

Por que o Ethereum “Só” Subiu 70% em 2023?

Paralelamente, o rápido desenvolvimento das soluções de escalabilidade do ethereum (um grupo de blockchains conhecidas como Layer-2s, Camadas 2) em 2022 levou à percepção de que os principais diferenciais da rede Solana (transações rápidas e baratas) já não eram tão relevantes.

Ao retornarmos ao momento atual, parece que o jogo virou. O entusiasmo em torno das L2s (Optimism, Polygon, Arbitrum, etc.) começou a se transformar em fadiga. À medida que o ambiente Ethereum se fragmenta, com novas L2s anunciadas todo mês, investidores começam a questionar se esses desenvolvimentos representam avanços que fortalecem sua camada base (o Ethereum) ou redundâncias que segregam o capital que escoa por esse ecossistema. Em direto contraste, a estratégia horizontaliza da rede Solana independe de soluções de escalabilidade.

Ainda é cedo para arriscar um palpite a respeito de qual modelo prevalecerá (provavelmente existe demanda o suficiente para que as duas redes prosperem), mas o avanço mais acelerado do preço do SOL em relação ao Ethereum demonstra um fortalecimento do modelo integrado implementado pela rede Solana.

O consenso atual — se é que existe um consenso — vem se concretizando como um nítido contraste ao que imperava no final de 2022, momento em que só existia entusiasmo em relação aos desenvolvimentos das L2s e a sinergia que seria criada com o Ethereum.

Colaboração ou competição

Nesse sentido, um debate tangencial vem aos poucos surgindo em relação à natureza da “simbiose” entre o Ethereum e suas redes paralelas. Seriam esses produtos complementares ou substitutos? Para aqueles que não prestaram atenção à introdução à microeconomia: no caso de produtos complementares, a demanda por um produto (serviço) realça a demanda pelo outro, enquanto, no caso dos substitutos, maior demanda de um reduz a do outro.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *