Gerente ganha processo por ‘dancinhas motivacionais’ na Bahia

Gerente ganha processo por ‘dancinhas motivacionais’ na Bahia

Músicas não continham conteúdo explícito, mas funcionárias eram obrigadas a aplaudir e rebolar, afirmaram a ex-gerente e testemunhas ouvidas pela Justiça.

Imposição de necessidade de danças é abuso de poder do empregador, afirmou o desembargador Marcos Gurgel. “Embora a dança seja apresentada como supostamente motivacional, está claro que tal conduta não se encaixa nas funções dos empregados de um supermercado”, escreveu ele na decisão.

Desembargador entendeu que as danças expõem o trabalhador “ao ridículo”, seguindo jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho.

Cabe recurso à decisão, tomada pela 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região. O UOL buscou o Bom Preço, que pertence à rede Carrefour, e aguarda retorno.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *