Dólar cai a R$ 5,04 após dados de emprego dos EUA; Bolsa também tem queda

Dólar cai a R$ 5,04 após dados de emprego dos EUA; Bolsa também tem queda

O que aconteceu

Dados de emprego nos EUA superaram as expectativas. Foram abertas 184 mil vagas no setor privado em março, acima da previsão de 148 mil, segundo economistas consultados pela Reuters. Os números apontam para a continuidade da força do mercado de trabalho dos EUA, dando mais motivos para o Fed (Federal Reserve, o BC americano) ser cauteloso quanto ao início do corte de juros.

Mercado agora espera por números mais abrangentes. A divulgação do relatório da ADP, mais específico, antecipa o payroll, que será divulgado pelo Departamento do Trabalho dos EUA na sexta (5).

Investidores também repercutiram falas do presidente do Fed. Jerome Powell reconheceu que os últimos dados apontam para um crescimento sólido e um mercado de trabalho forte, mas reforçou que o Fed ainda tem tempo para deliberar sobre a primeira redução nos juros. “Embora este progresso seja bem-vindo, o trabalho de restaurar a inflação a [meta de] 2% ainda não está concluído”, ponderou.

Alta do petróleo acendeu alerta e pode impactar juros nos EUA. O preço do barril de Brent se aproximou de US$ 90 após ataques da Ucrânia a refinarias russas e em meio a uma possível escalada na guerra entre Israel e Hamas. “O que está segurando o Fed de cortar os juros? É a inflação. Com esse petróleo em alta, o cenário piora”, explicou à Reuters Hideaki Iha, operador da Fair Corretora.

Depois de trabalhar em alta até as 11h e testar a região dos R$ 5,10 – preço que não é visto desde outubro de 2023 -, a moeda americana virou e fechou o dia em queda. O principal motivo foi a fala de [Jerome] Powell, que enfraqueceu o dólar perante outras moedas e trouxe alívio para a curva de juros dos EUA.
Leandro Petrokas, diretor de research e sócio da Quantzed

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *