como milionários renegociam suas dívidas com desconto?

como milionários renegociam suas dívidas com desconto?

A Legend Investimentos, ligada à Legend Capital, foi contratada para reestruturar a dívida da empresa Ana Hickmann Serviços Ltda., administrada pela apresentadora Ana Hickmann e seu ex-marido Alexandre Correa.

Reprodução/Instagram @ahickmann

Figurões como Paulo Guedes, Roberto Justus e Daniella Marques, ex-presidente da Caixa, são sócios da Legend Investimentos e desempenham papel na reestruturação da dívida.

A empresa acumulou uma dívida de R$ 7,9 milhões devido a empréstimos, débitos fiscais e inadimplência.

Dívidas milionárias envolvem mais credores, sendo semelhantes a processos de recuperação judicial, tornando a renegociação mais complexa, de acordo com especialistas.

Dívidas milionárias podem obter descontos consideráveis em renegociações, especialmente em juros e multas, devido ao risco elevado para os credores.

O processo de reestruturação de dívidas de grande porte envolve três etapas: mapeamento da dívida, negociação com credores e acompanhamento dos pagamentos.

Pollyana Ventura/Getty Images/iStockphoto

A primeira etapa consiste em mapear a dívida, entendendo sua magnitude e a situação financeira do devedor.

Na segunda etapa, a Legend negocia com os credores, utilizando sua reputação e relacionamento para obter condições favoráveis para o cliente.

É elaborada uma proposta de pagamento, com aprovação necessária tanto do cliente quanto dos credores, ajustada à renda mensal do devedor.

Após o início dos pagamentos, a Legend monitora o contrato, buscando encurtar o prazo final de quitação da dívida.

A falta de informações completas por parte do cliente pode ser um desafio na reestruturação, dificultando o trabalho da empresa.

Ana Hickmann anunciou a parceria com a Legend Investimentos em 7 de dezembro por meio de sua conta no Instagram.

A Legend Capital administra 11 bilhões de reais e está envolvida em assessoria de investimentos e gestão patrimonial, sendo afiliada ao BTG Pactual.

Para mais informações, acesse UOL Economia.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *