Brasileiro viaja mais mesmo com passagem cara; turismo prevê recorde

Brasileiro viaja mais mesmo com passagem cara; turismo prevê recorde

Melhora na economia e o aumento no número de passageiros são os responsáveis pelos dados positivos. Fabio Bentes, economista da CNC, afirma que existe uma demanda reprimida por viagens que vem da pandemia, já que o turismo foi um dos setores mais prejudicados, e que um cenário de economia mais estável favorece o crescimento do setor.

Passagens aéreas caras

O preço das passagens aéreas ainda é um desafio para o setor. De acordo com o IPCA, índice que mede a inflação oficial do país, o preço das passagens subiu 19,12% apenas em novembro. Já no acumulado em 12 meses, a alta foi de 36,45% nas passagens. Os consumidores têm buscado alternativas para viajar sem depender do avião, como o transporte particular ou ônibus.

A alternativa às passagens é o transporte rodoviário, linha de ônibus, e transporte particular, que têm crescido. Isso tem suprido a dificuldade do consumidor de lidar com o preço alto da passagem aérea.
Fábio Bentes, economista sênior da CNC

O turismo sempre está presente na vida das pessoas fora de momentos de crise (como foi a pandemia). André Coelho, coordenador de projetos da FGV (Fundação Getulio Vargas), afirma que as famílias deixaram de gastar com turismo na pandemia, mas voltaram aos poucos a viajar.

Se a pessoa não tem um recurso muito maior, ela faz uma viagem curta, de final de semana. Se ela melhorou o recurso dela, a economia se estabiliza um pouco ou ela consegue um emprego melhor, faz uma viagem mais longa. O turismo sempre, de alguma forma, é parte da cesta de consumo das pessoas.
André Coelho, coordenador de projetos da FGV

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *