Ainda não há resposta sobre apagão porque Eletrobras foi privatizada

Ainda não há resposta sobre apagão porque Eletrobras foi privatizada

“Quando há incidentes como o que houve há poucos dias, é na porta do governo brasileiro que a sociedade brasileira bate, imprensa bate, setor produtivo bate e é o governo brasileiro que tem que responder pelo setor elétrico brasileiro”, afirmou Silveira.

O ministro disse estar “extremamente otimista” com o pleito da União uma vez que a Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) neste mês parecer favorável ao governo para que a União tenha o poder de voto na Eletrobras proporcional à sua participação na elétrica.

O pedido foi enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Advocacia-Geral da União (AGU) em ação direta de inconstitucionalidade em maio.

Para Silveira, “o governo tem esse direito… Para a gente ter um equilíbrio, ter uma participação e até quando cobrado por incidentes como o que aconteceu há poucos dias, nós termos como dar respostas mais objetivas. Todos acompanharam e sabem que nenhuma resposta objetiva foi dada até agora exatamente porque o setor está completamente privatizado”, afirmou.

Na véspera, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, disse à Reuters que a apuração sobre as causas do apagão no Brasil na terça-feira da semana passada está sendo a “mais importante da história” para o órgão, apontando que os indícios são de falha técnica e que não haveria culpa do operador.

O Relatório de Análise de Perturbação (RAP), que irá indicar as verdadeiras causas do apagão que interrompeu mais de 25% da carga de energia do Brasil, deve ficar pronto em 17 de outubro.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *