À revelia de Haddad, deputado do PT envia à Câmara pedido para mudar meta

À revelia de Haddad, deputado do PT envia à Câmara pedido para mudar meta

As expectativas de mercado variam, de -0,6 e chegam a até -1,2. O orçamento precisa ser uma peça realista para que não haja problemas na execução de políticas públicas planejadas e de possibilidade de crescimento econômico.
Deputado Lindbergh Farias, na justificativa do projeto

“Vale lembrar que esse resultado é menor que o déficit desse ano de 2023 e, portanto, continua na linha de diminuição do déficit”, prossegue ele na justificativa. Internamente, a mudança tem sido apoiada pela cúpula do governo e outras lideranças petistas, como a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, companheira de Lindbergh.

Sem debate com o governo

Embora Lindbergh já tivesse falado publicamente de rever a meta, a iniciativa pegou o Planalto com certa surpresa. Ao UOL, membros do governo disseram que isso não foi debatido com o presidente nem que houve aval expresso, embora a Secom (Secretaria de Comunicação Social) não tenha comentado oficialmente.

Com a bancada rachada, uma indicação de voto por parte da liderança do governo na Câmara também está descartada —pelo menos até o Planalto se posicionar. O líder Alencar Santana (PT-SP) disse ao UOL o que já havia sido indicado na última sexta-feira (10): seguirá trabalhando pela meta zero. Também não deve haver nova reunião da bancada antes do feriado da República, na quarta (15).

Haddad também não foi informado previamente. Nos bastidores, se sabe que o ministro e Lindbergh não são próximos e tanto ele quanto Gleisi já defenderam publicamente a mudança da meta.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *