À espera do Copom, dólar sobe e fecha a R$ 4,873; Bolsa cai

À espera do Copom, dólar sobe e fecha a R$ 4,873; Bolsa cai

Nesta terça-feira (19), os investidores evitaram grandes apostas antes das decisões de política monetária do Federal Reserve e do Banco Central do Brasil, em meio ainda a salto nos preços do petróleo.

Hoje foi o primeiro dia da reunião de política monetária do Banco Central, que na quarta deve reduzir a Selic em 0,5 ponto percentual, a 13,25%. Embora juros mais baixos por aqui tendam a prejudicar o real, muitos especialistas em câmbio têm dito que a política monetária seguirá em patamar restritivo o suficiente para sustentar a moeda local mesmo com o início do afrouxamento pelo BC.

“Apesar do IPCA menor do que o esperado (em agosto), o Copom provavelmente não acelerará os cortes de juros esta semana, uma vez que as expectativas de inflação de longo prazo continuam acima da meta e o crescimento continuou a surpreender positivamente”, avaliou o Citi em nota. “Além disso, os termos de troca brasileiros continuam a sua trajetória positiva à medida que os preços das commodities saltam, dando assim mais apoio ao real.”

Já no cenário internacional, o Banco Central dos Estados Unidos, o Federal Reserve, encerrará a sua reunião de política monetária, ocorrida durante dois dias, amanhã (20), e investidores esperam quase unanimemente que mantenha a taxa de juros entre 5,25% e 5,5%. Mais do que isso, sustentando um ambiente benigno no mercado internacional, as probabilidades de outra pausa em novembro e dezembro são de cerca de 60%, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME.

Caso esse cenário se confirme, a tendência é o dólar se desvalorizar globalmente, uma vez que os rendimentos dos treasuries (os títulos de dívida emitidos pelo governo norte-americano) ficariam menos atraentes quando comparados aos retornos financeiros oferecidos em países de juros mais altos, elevando a demanda por moedas mais arriscadas, como o real.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial (saiba mais clicando aqui). Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

FONTE UOL

Investidor jv

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *